Boletim Famacris

Empresas encontram dificuldades para implantar eSocial

Pesquisa da PwC Brasil mapeia iniciativas e ações para adequação das empresas ao projeto

O eSocial é um projeto do governo federal que pretende unificar o envio de informações pelo empregador a respeito de seus empregados. Em implantação, o sistema visa disponibilizar serviços e facilidades que possibilitam ao empregador o cumprimento de obrigações trabalhistas, previdenciárias, tributárias e fiscais num canal eletrônico único, de forma facilitada e intuitiva.

O mercado brasileiro começou a se preparar de forma mais intensa para essa nova realidade. A pesquisa A preparação das empresas para o eSocial, organizada pela PwC Brasil, conclui que a melhoria no cumprimento da legislação e uma maior eficiência são os benefícios mais esperados a partir da implantação do eSocial.

“O grande desafio para as empresas não é apenas cumprir o prazo do primeiro envio das informações, mas garantir a qualidade do que será fornecido e manter 100% da operação em conformidade com a nova regulação", explica Hugo Teóphilo, gerente sênior da PwC Brasil.

Considerando essas mudanças, a PwC mapeou iniciativas e ações das empresas para se adequarem às novas regras. Participaram da pesquisa 48 organizações de diversos setores da economia, a maioria de grande porte e de capital nacional.

As maiores dificuldades para a adequação são a necessidade de uma mudança cultural e um de ajustamento de processos internos. Na visão de 43,8% dos pesquisados, o desenvolvimento de estruturas e procedimentos para a integração dos dados de diversas origens é o principal motivo dessas dificuldades.

A pesquisa ainda indica que o comprometimento das empresas com a mudança ainda é baixo diante do desafio. Apenas 41,7% das organizações já tinham montado uma estrutura dedicada ao projeto de adequação seis meses antes do prazo previsto para início do eSocial. “Muitas ainda aguardam a publicação de um cronograma oficial definitivo ou não tem uma visão completa dos impactos ou, ainda, entendem que as mudanças são uma questão restrita ao software de folha de pagamento”, destaca Teóphilo.

Com a implantação do eSocial, a área de RH sofrerá os maiores impactos. Contudo, as mudanças também afetarão a empresa como um todo. “Muitas das informações requeridas pelo eSocial são originadas nas áreas operacionais e administrativas da empresa, e, para serem capturadas nos processos de RH, precisam da intervenção dos respectivos gestores dessas áreas”, acrescenta o gerente.

Outro resultado da pesquisa é o desenvolvimento de um fluxograma que aponta cinco frentes de análise para preparar as empresas para o eSocial.

Conforme os resultados apurados, o relatório de pesquisa sugere alguns fatores a serem observados para uma adequação de sucesso ao eSocial:

1 - Perspectiva multidisciplinar: o processo de adequação envolve mudanças de diversas naturezas na empresa;

2 - Apoio da alta administração: a adequação ao eSocial envolve diversas áreas da empresa, sendo um processo complexo que exige o apoio da alta administração;

3 - Diagnóstico da situação atual: com um diagnóstico adequado é possível identificar lacunas em relação aos requisitos do eSocial;

4 - Gestão de projetos e gestão da mudança: são processos que dão segurança e contribuem com a conscientização e preparação dos profissionais para o novo contexto.

Sobre a PwC

As firmas do network PwC assessoram empresas e indivíduos a criar o valor que eles buscam. Somos um network de firmas que atuam em 157 países com 184 mil profissionais que se dedicam a prestar serviços de alta qualidade em auditoria, consultoria tributária e societária e de negócios. Saiba mais sobre nossos serviços acessando www.pwc.com.br.

Neste documento, “PwC” refere-se à PricewaterhouseCoopers Brasil Ltda., a qual é uma firma membro do network da PricewaterhouseCoopers, sendo que cada firma membro constitui-se em uma pessoa jurídica totalmente separada e independente. Acessewww.pwc.com/structure para mais informações.

Sobre o eSocial

O projeto eSocial é uma ação conjunta dos seguintes órgãos e entidades do governo federal: Caixa Econômica Federal, Instituto Nacional do Seguro Social – INSS, Ministério da Previdência – MPS, Ministério do Trabalho e Emprego – MTE, Secretaria da Receita Federal do Brasil – RFB. O Ministério do Planejamento também participa do projeto, promovendo assessoria aos demais entes na equalização dos diversos interesses de cada órgão e gerenciando a condução do projeto, através de sua Oficina de Projetos.

Fonte: Noticenter

« voltar